Dúvidas

(11) 2506-9053

Higienópolis

telefone

facebook

instagram

youtube

Passamos praticamente um terço de nossas vidas deitado (8hs por dia) o que faz com que a compra do colchão seja muito importante. Comprar um colchão é semelhante a escolher um bom calçado. Não existe um tipo de calçado ideal para todos os pés assim como não há um colchão adequado para todas as pessoas. As pessoas tem biotipos diferentes ou seja além do  peso e altura temos medidas diferentes como por exemplo tamanho de ombros e quadris, o que faz com que seja necessário assim como no caso da compra de um sapato escolher e provar diversos modelos para encontrar o que mais seja confortável. A experiência prévia de cada pessoa conta muito, além do gosto pessoal.

Atualmente no mercado existem diversos modelos e principalmente marcas de colchões o que pode dificultar em muito a escolha de um bom colchão. Os principais modelos são os colchões de espuma, os colchões de mola e os colchões de caixa ortopédica. Além destes três modelos vale a pena citar colchões de água e de ar.

Os colchões de espuma tem diversas densidades. A densidade representa a quantidade de material usado para aquele determinado colchão. Quanto maior a quantidade de espuma maior será a densidade, apesar disso em geral significar que quanto maior a densidade maior a firmeza do colchão isto pode nem sempre ser verdade pois a firmeza (quantidade que o colchão afunda) depende também da qualidade daquele determinado material. Um material de qualidade ruim apesar de uma densidade alta pode afundar com facilidade. Existem tabelas padronizadas de peso e altura que ajudam a escolha da densidade correta do colchão.

Os colchões de mola por sua vez não possuem densidade. Eles são formadas de molas bicônicas com resistência progressiva. Isso quer dizer que quanto mais a pessoa afunda no colchão maior a força que a mola faz empurrando ela de volta. Isso pode ser uma vantagem pois em locais onde o peso é maior acaba existindo uma maior resistência das molas como nos quadris e no local onde o peso é menor há uma menor resistência como nas pernas o que em tese manteria o corpo alinhado. Em relação aos colchões de mola ainda existem aqueles com molas ensacadas. As molas ensacadas agiriam como amortecedores individuais diminuindo a movimentação do restante do colchão durante a movimentação da pessoa.

Os colchões ditos ortopédicos possuem um caixa de madeira no seu interior sendo recoberta uma camada de espuma em geral de 3 a 8 cm. Este tipo de colchão é bem mais firme que um colchão tradicional, porém muitas vezes um colchão muito firme não faz com que a coluna permaneça alinhada durante o sono.

Finalmente os colchões de água e ar. Os colchões de água possuem um arcabouço plástico onde a água é acomodada, tem a vantagem em países frios da possibilidade de controle da temperatura desta água gerando um maior conforto. São bem mais macios dando a sensação de flutuação, porém  com a movimentação do corpo há uma grande variabilidade da superfície do colchão o que pode incomodar. Os colchões de ar por sua vez atualmente são usados mais comumente em ambiente hospitalar na prevenção de escaras (feridas causadas pelo apoio continuo de determinada parte do corpo).

Ao deitar em um colchão seja de lado ou de barriga para cima a coluna deve permanecer sempre alinhada, não podem haver dores nos quadris, ombros, coluna lombar ou coluna cervical, a bacia não pode ficar nem muito afundada, nem muito levantada. e o colchão não pode afundar com facilidade.

Para comprar um colchão é fundamentar que possamos testá-lo. Não tenha vergonha, deite nos colchões nas mais diversas posições, teste se este não causa nenhum tipo de incomodo, se ele não deforma com facilidade, se as bordas não afundam. É importante que o parceiro ou a parceira esteja presente também pois nem sempre o mesmo colchão irá agradar a ambos.

A escolha do travesseiro ou dos travesseiros é tão importante quanto a escolha do colchão. Assim como o colchão o travesseiro depende do biotipo de cada pessoa e da maneira como ela esta acostumada a dormir. No mercado existem diversos tipos de travesseiros: flocos de espuma, plumas, penas, viscoelastico, molas, etc ... O princípio básico da escolha do travesseiro deve ser semelhante aquele da escolha do colchão ou seja ele deve ser confortável para aquela pessoa em particular. Se a pessoa esta acostumada a dormir de lado o travesseiro em geral deve ter altura próxima a dos ombros para que a cabeça não permaneça desalinhada com o restante da coluna porém se a pessoa esta acostumada a dormir de barriga para cima o travesseiro em geral deve ser mais baixo, assim a cabeça também deve permanecer alinhada com a coluna. Na escolha do travesseiro é fundamentar analisar a firmeza do mesmo ou seja o quanto ele afunda durante o sono, o que nem sempre é fácil na hora da compra pois um travesseiro que afunda muito ira durante o sono fazer com que a coluna fique desalinhada.

Em geral é difícil saber quando trocar de travesseiro ou colchão porém ambos tem vida útil e devem ser constantemente trocados. Um bom colchão deve durar em torno de 8 a 10 anos. Ao analisar o seu colchão se você notar abaulamentos ou afundamentos infelizmente a hora da troca já passou a muito tempo, uma das maneiras mais fáceis de verificar se o colchão esta bom ou não é experimentando um novo na loja, assim você poderá compará-lo com seu antigo.

Para dormir bem é fundamental que haja uma certa rotina. O local deve ser adequado, nunca em um sofá por exemplo. Deve haver uma desaceleração das atividades para que o corpo comece a relaxar a ponto de conseguir iniciar o sono. Em relação as posturas vale lembar que a coluna deve permanecer sempre o mais alinhada possivel, rotação da coluna cervical, dorsal ou  lombar em geral são inadequadas e no longo prazo irão causar dor. Uma  maneira de evitar isso ao deitar de lado é abraçar um segundo travesseiro e usar um terceiro entre os joelhos, isso além de relaxar a musculatura, evita rotações da coluna. Uma outra dica ao deitar de barriga para cima e usar ou segundo travesseiro abaixo do joelho, levando a uma discreta flexão, isto faz com que a musculatura lombar fique mais relaxada.

A postura ao dormir é tão importante quanto a postura ao trabalhar e exige certa dedicação no início para que isto no futuro se torne um hábito.

Dúvidas? Entre em contato!

Utilize o formulário de contato para enviar sua dúvida ou obter mais informações.

Dr. Ivan Dias Rocha

CRM: 108.277

- Ortopedia
- Traumatologia
- Cirurgia da Coluna Vertebral

Consultório - Higienópolis

Rua Conselheiro Brotero, 1505 - Conj. 41
Santa Cecília - São Paulo, SP
CEP: 01232-011

(11) 2506-9053